Palestrantes internacionais são destaque no XXXIII CBP!

Com uma programação científica de altíssima qualidade, o XXXIII Congresso Brasileiro de Psiquiatria bateu todos os recordes: um dos mais importantes respeitou ao número de palestrantes internacionais, que este ano contou com 55 especialistas oriundos de 20 países distintos!

Alguns deles estiveram presentes prestigiando a Cerimônia de Abertura, como Dinesh Bhugra, presidente da World Psychiatric Association – WPA e Antonio Palha, presidente da Associação de Saúde Mental de Língua Portuguesa – ASMELP. Todos os palestrantes fizeram apresentações com salas lotadas de congressistas atentos.

Na Solenidade de Abertura do Congresso, Bruce N. Cuthbert (Diretor-Adjunto do National Institute of Mental Health – NIMH, nos EUA) presidiu a uma Conferência Magna com o título “Inovações contemporâneas para os transtornos mentais: diagnóstico, tratamento e prevenção”, que destacou o modelo RDoC (Research Domain Criteria) na prática psicoterapêutica e no desenvolvimento dos progressos acadêmico-científicos que têm vindo a ter lugar no âmbito da psicopatologia. Ainda no primeiro dia, também Charles F. Reynolds III (EUA) se apresentou no CBP com uma conferência, cujo tema “Prevenção do transtorno depressivo maior” serviu como abordagem da prevalência, persistência morbidade no transtorno depressivo maior.

imagens_palestrantes2

No segundo dia do evento, David Sheehan (Professor Emérito e Ilustre em Saúde na University of South Florida College of Medicine, nos EUA) falou sobre as mortes prematuras na conferência “A metamorfose do suicídio: epidemiologia, avaliação e tratamento farmacológico”; Ken Pargament (EUA) lotou o Auditório Arvoredo do Centro de Convenções de Florianópolis com a palestra “Coping religioso e espiritual: implicações para a saúde mental”, naquela que foi a primeira atividade científica temática do I Encontro Global de Espiritualidade e Saúde Mental.

O terceiro dia da trigésima terceira edição do CBP também foi rico em participações de autoridades da psiquiatria e saúde mental mundiais: de manhã, Myrna Weissman (EUA) debateu a atualidade da psicoterapia e os progressos que têm vindo a ocorrer nesta área e, na parte da tarde, Eusebio Rubio-Aurioles (fundador da Asociación Mexicana para la Salud Sexual, no México) conquistou o público presente com a palestra intitulada “Qual a importância da saúde sexual? “, durante a qual debateu também o papel da psicoeducação na prevenção da violência conjugal.
No quarto e último dia do evento, Robert Dantzer – Professor no MD Anderson Cancer Center em Houston, nos EUA – abordou a depressão induzida por mecanismos inflamatórios, encerrando o congresso com chave de ouro.

Ainda participaram do XXXIII CBP palestrantes asiáticos, latino americanos, europeus e sul africanos que estiveram presentes em todos os dias do congresso com seus estudos e pesquisas.

A grande adesão dos milhares de congressistas inscritos no XXXIII Congresso Brasileiro de Psiquiatria demonstrou mais uma vez o quão importante é a presença de especialistas mundiais de referência da psiquiatria contemporânea para a atualização científico-profissional dos psiquiatras brasileiros e a credibilidade que a programação científica de luxo tem junto da comunidade internacional. Mais um recorde para a ABP e para a psiquiatria nacional!

Comments are closed.