Wagner F. Gattaz

Wagner F. GattazWagner F. Gattaz é Professor Titular de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. É Presidente do Conselho Diretor do Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP, e Diretor do Laboratório de Neurociências.

Apos concluir sua residência em Psiquiatria, foi para a Alemanha, no Instituto Central de Saúde Mental da Universidade de Heidelberg, onde concluiu seu doutorado, sua livre-docência e obteve os títulos de especialista em Psiquiatria e em Psicoterapia. Neste Instituto o Dr. Gattaz trabalhou durante 18 anos (1978-1996) na administração, assistência, pesquisa e ensino, tendo ocupado os cargos de médico-chefe e vice-diretor do Instituto. Em 1984 foi nomeado Professor de Psiquiatria da Universidade de Heidelberg. Retornou ao Brasil em 1996 para assumir suas atividades como Professor Titular na Faculdade de Medicina da USP.

Na pesquisa, os interesses do Dr. Gattaz concentram-se nas áreas da neurociência, da epidemiologia e do tratamento das doenças mentais. Nestes temas o Dr. Gattaz já publicou 6 livros e 465 trabalhos científicos internacionais. Com mais de 9.000 citações na literatura cientifica e Indice H = 52, o Dr. Gattaz é um dos cientistas brasileiros mais citados internacionalmente.

O Dr. Gattaz foi eleito Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências, e da Academia de Ciências de Heidelberg, Alemanha; recebeu em 2007 do Presidente da República a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Cientifico. Recebeu inúmeros prêmios internacionais, incluindo em 2009 o Research Award of the World Federation of the Societies of Biological Psychiatry, federação esta que representa 65 países, e no mesmo ano o Burghoelzli Prize for Clinical and Epidemiological Psychiatry, da Universidade de Zurique, Suíça. Ele é membro das Comissões de Psicofarmacologia da Associação Mundial de Psiquiatria e da Federação Mundial das Sociedades de Psiquiatria Biológica.

Concluindo, o Dr. Gattaz tem intensa atividade de ensino, tendo já orientado mais de 40 pesquisadores em suas teses de doutorado.

Comments are closed.